Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.
Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Campinense goleia o Sousa por 4 a 0 e é campeão paraibano de 2012


Jogadores do Campinense levantam a taça  (Foto: Silas Batista)
Depois de quatro anos, o Campinense voltou a ser campeão paraibano de futebol neste domingo. Jogando no Estádio Amigão, com o apoio de sua torcida, o Rubro-Negro comemorou o título da competição ao golear o Sousa por 4 a 0, com gols de Adriano Felício, Marquinhos Marabá, Sidnei e Aderaldo (contra).
O time entrou em campo com a vantagem do empate, por ter conseguido a igualdade do placar no jogo da ida por 1 a 1, em Sousa. Mas acabou premiando sua torcida com um grande triunfo, obtendo assim o 18º título da sua história. O Campinense, que já estava garantido na Série D do Brasileiro deste ano e na Copa do Nordeste 2013, também conquistou vaga na Copa do Brasil de 2013.
campinense vence o sousa por 4 a 0 e é campeão (Foto: Silas Batista)
Torcida lota o Amigão e vê show do Campinense (Foto: Silas Batista)
Primeiro tempo brigado
Com mais ousadia em relação ao jogo de domingo passado, quando foi surpreendido pelo adversário na final da segunda fase, o Campinense começou a decisão do título estadual pressionando o Sousa. Tanto que em um escanteio logo aos quatro minutos, Renatinho bate com perigo. A zaga corta.
Aos nove minutos, Anderson Paulista chuta, mas o goleiro sousense faz a defesa. A Raposa mandava no jogo. Warley recebe de Adriano Felício e avança, mas é parado com falta. Na cobrança, Renatinho chuta para fora, aos 17 minutos.

O time sousense responde em seguida. O atacante Vitinho passa para Camilo, que chuta. Quando a bola ia entrando no gol de Pantera, Ben-Hur salva na linha. O Dinossauro tem outra chance. Agora o lateral Camilo bate forte direto para o gol, mas Pantera faz uma excelente defesa.

Passado o susto, a Raposa trata de retomar as ações do jogo. Potita puxa contra-ataque rápido e cruza para Warley, que cabeceia com perigo. O gol rubro-negro estava amadurecendo. E ele veio aos 40 minutos. Após bate-rebate na zaga do Sousa, Renatino toca para Adriano Felício, que chuta sem chances de defesa para Anderson. Campinense 1 a 0 Sousa. Animado, o Campinense quase marca o segundo com Warley ainda na etapa inicial.

A equipe visitante tenta sair para o intervalo com o empate. E tem boa chance em cobrança de falta de Camilo. Mas o ala pega mal na bola e o placar do primeiro tempo termina mesmo 1 a 0 para o Campinense

Estrela de Marabá brilha e time faz mais três no segundo tempo

Com vantagem construída no primeiro tempo, o Campinense volta com a mesma formação. No Sousa, o zagueiro Renan entra no lugar do volante Jéferson, que reclama de contusão.
Quando a bola volta a rolar, o panorama do jogo não muda. A Raposa tem escanteio logo aos dois minutos. Renatinho cobra, a zaga afasta, mas Madson pega a sobra e chuta nos braços do goleiro Anderson.

O time alviverde dá o troco em seguida. Eduardo Rato avança e chuta para defesa de Pantera. Depois, Potita avança e passa para Warley, mas o artilheiro não consegue finalizar. O jogo era lá e cá. Falta perigosa para o Sousa. Camilo vai para cobrança e chuta por sobre o gol rubro-negro. Dois lances para cada lado e só tinha-se passado quatro minutos.
 
Segundo gol da Raposa teve o dedo de Freitas: passe de Totonho e gol de Marabá. Os dois tinham entrado pouco tempo atrás

A Raposa parece se acomodar em campo. Tanto que o sempre perigoso Eduardo Rato avança e chuta forte, assustando o goleiro Pantera. Em seguida, William puxa o contra-ataque e sofre falta de Charles Wagner perto da área. O próprio William cobra, mas a bola passa longe do gol raposeiro. O Dinossauro insiste na marcação do gol. Aos 19 minutos, Esquerdinha enche o pé, mas Pantera faz a defesa.

A equipe rubro-negra sente a pressão. Com isso, o técnico Freitas Nascimento faz a primeira mudança no time com a entrada do meia Sidnei em lugar do atacante Potita. Quatro minutos depois, o Campinense tem outra mudança. Marquinhos Marabá entra em lugar de Adriano Felício, machucado.

O jogo segue movimentado. O time sertanejo tenta a todo custo empatar. Mas o Rubro-Negro joga com o regulamento debaixo do braço. Aos 28 minutos, o lateral-direito Madson também se machuca e é substituído por Totonho. Mesmo com as alterações, o time não perde o ritmo.

Aos 35 minutos, sai o segundo gol do Campinense, numa jogada que tem o dedo direto do treinador Freitas Nascimento. Totonho avança em velocidade e passa para Marquinhos Marabá marcar de peito o segundo gol raposeiro. Gol em jogada de dois atletas que tinham acabado de entrar.

Depois do sofrer o segundo tento, o Sousa troca dois jogadores: William e Eduardo Rato por Juninho e Josivan, respectivamente. Mas a Raposa estava querendo o terceiro. E ele veio aos 40 minutos, quando Sidnei recebe de Warley e manda de perna esquerda para fazer Campinense 3 a 0 em cima Sousa.

E não deu tempo nem da torcida comemorar, pois aos 42 minutos, Breno decreta a goleada. Ele cruza na área, procurando Warley, mas Aderaldo na tentativa de tirar coloca para dentro. A festa é completa nas arquibancadas do Amigão com os gritos de “é campeão”.

Após o quarto tento, o time passa a tocar a bola até o apito final do árbitro Antonio Carlos da Rocha.

globoesporte.com

0 comentários:

Postar um comentário

  ©ATITUDE NOTÍCIAS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo